Dicas

Utilização de Leite em pó na criação de Bezerras Leiteiras

O sucedâneo de leite, mais conhecido como leite em pó, tem sido muito empregado nas propriedades especializadas em produção leiteira, reduzindo os custos da criação de bezerras que futuramente irão substituir as atuais vacas no plantel. Contudo, alguns aspectos de qualidade e forma de fornecimento devem ser observadas.

Normalmente nos primeiros 60 ou 90 dias de vida a demanda nutricional da bezerra é suprida basicamente pelo leite e complementada com uma pequena ingestão de ração concentrada. Com o desenvolvimento do animal o consumo de ração se eleva, reduzindo gradativamente a importância do leite para a nutrição até o momento da desmama. Desta maneira, o fornecimento de alimento líquido de qualidade nos primeiros meses de vida da bezerra é primordial para um bom crescimento e futuro desempenho do animal.

Aleitamento NATURAL X ARTIFICIAL: o que considerar no momento da escolha

Para amamentarmos os bezerros, podemos optar por dois sistemas: aleitamento natural e aleitamento artificial. O aleitamento natural, onde o bezerro mama na vaca,ocorre normalmente em propriedades menos especializadas ou com gado zebu, quando há impossibilidade de ordenhar sem a presença do bezerro. Existem muitas variações, sendo a mais comum, deixar um peito sem ordenhar para o bezerro mamar.

Esse sistema impossibilita o conhecimento da quantidade de leite mamado pelo bezerro. Com frequência encontramos diarréia, devido ao excesso de gordura que há no leite residual que a vaca “esconde” para o bezerro ou pela constante variação de volume que o bezerro mama. O excesso de leite também diminuirá o consumo de ração e atrasará o desenvolvimento do rúmen. A presença do bezerro na sala de ordenha também é um fator de complicação, dificultando o manejo e qualidade do leite produzido.